quarta-feira, 12 de abril de 2017

My Dream Boat is Made of Stars


Grandiosas saudações.

Aqui fica para vós uma das últimas ilustrações que fiz e que muito prazer me deu realizar. A culpa é do ilustrador Ricardo Rodrigues que me desafiou a fazermos uma troca de trabalhos, como tal, resta-me assim deixar-lhe aqui um grande obrigada pelo desafio, pois de outra forma a respectiva ilustração nunca teria existido :) ;)

A seguir deixo-vos algumas fotografias da ilustração bonita que recebi do Ricardo e se chama - “Cama de Mar”.




… assim como, algumas fotografias que tirei à ilustração que eu fiz para ele antes de a mesma zarpar para Lisboa…




E por fim, deixo-vos o estudo base final… e… a ilustração...

Espero que gostem :)



Até mais, até lá continuem bem e muito inspirados/as:
                         
Elisabete, a Borboleta Despenteada

terça-feira, 11 de abril de 2017

A minha nova loja | My NEW Shop


Grandiosas saudações.

É com prazer que vos anuncio que de agora em diante já podem adquirir produtos com ilustrações da minha autoria na minha loja que se alojou -- na SOCIETY6…

Os produtos em questão são variadíssimos e vão das capas de telemóveis, a relógios de parede, edredões, canecas, etc…

Para nos visitarem e verem toda a gama de produtos disponíveis basta seguirem o link:


Fico a aguardar a vossa visita :) ;)


Até mais, até lá continuem bem e muito inspirados/as:


Elisabete, a Borboleta Despenteada

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Vamos Sonhar com Castelos no Ar | Let's Dreaming about Castles in the Air



Grandiosas saudações.

Mais um trabalho feito por causa do amor que anda no ar…

… e quem já não passou por isso não é verdade?!, cruzam-se olhares, a cabeça parece que fica nas nuvens e o coração acelera qual condutor inebriado por velocidade com o pé “prego-a-fundo” no acelerador… e assim segue, descontrolado e desatinado, pronto a quebrar todos os limites impostos por lei.

Procura-se então desesperadamente o antídoto para toda essa loucura desenfreada, loucura que tanto parece uma loucura de desespero como uma loucura de libertação, o problema é que eventualmente o antídoto é simultaneamente a cura e a causa do mal, ou não fosse o Amor em si, casualmente, uma verdadeira contradição.
                         
Mas melhor que amar é amar correspondendo e sendo-se correspondido… é isso o que desejo de todo o coração a este casal – que continuem a amar-se não só hoje mas sim para todo o sempre, sendo esse “para todo o sempre” uma harmoniosa e eterna correspondência cíclica de amor pleno e sincero.

Para terminar, deixo-vos alguns dos estudos que estiveram na base da criação desta ilustração… a ilustração que inicialmente estava para ser a versão final, mas, que acabou por ter de sofrer mudanças de última hora na cor da camisa de alguém… a versão final com a cor da camisa correcta… e… a foto da referida ilustração antes de ter seguido viagem.
Espero que gostem :)

Até mais, até lá, desejo-vos como sempre tudo de mágico:


Elisabete, a Borboleta Despenteada






quarta-feira, 22 de março de 2017

Se a Ana Voasse Já Não Chegava Atrasada | If Ana Could Fly She Woudn't Be Late



Grandiosas saudações.

Mais uma ilustração entregue e aprovada… é mesmo bom quando há feedback… mas é melhor ainda quando o feedback é positivo relativamente à encomenda, (não só por parte de quem encomendou, mas sobretudo por parte de quem recebe).

Resta-me assim agradecer em primeiro à Marta, pela confiança e pela oportunidade em mim depositada para fazer esta ilustração/presente – Muito Obrigada.

Em segundo lugar agradecer à Ana e ao André, por mesmo sem saberem terem sido tão rica fonte de inspiração… e… serem simultaneamente os personagens principais desta breve história de uma só imagem, que espero, possa colorir e aquecer os dias da Ana durante anos a fio :)

Para terminar, e em jeito de “Diário de Bordo”, deixo aqui para vós o estudo final da ilustração, a ilustração finalizada em papel… e… algumas fotografias do seu lado B - que era nada mais nada menos do que um saco de pano com a referida ilustração em versão a preto e branco :)

Até mais, até lá continuem bem e sempre muito inspirados/as…


Elisabete, a Borboleta Despenteada





segunda-feira, 20 de março de 2017

A Primavera está a chegar | Spring is coming



Grandiosas saudações.

Tem início hoje no Hemisfério Norte o equinócio da Primavera…

Depois de hoje os dias começam a aumentar, é facto… enquanto que as noites começam a diminuir…
… uma pena para quem adora dormir :) :D :( e uma alegria para quem adora sol e temperaturas a subir :)
                         
Já para quem está no Hemisfério Sul a Primavera ainda vai demorar a chegar, aliás, vai demorar tanto que quando ela lá chegar estamos nós a entrar no Outono :) mas enquanto não chega o Outono, ou o mês de Junho que consigo trará o solístico, aproveitemos então o colorido desta estação.

Façamos usufruto do sol temperado, desfrutemos das flores, apanhemos alergias com o pólen, refresquemos a alma e as ideias com o mar, acordemos com o canto dos passarinhos… enfim, comunguemos com a natureza em geral…

Até mais, até lá desejo-vos a continuação de uma excelente Primavera.


Elisabete, a Borboleta Despenteada

quarta-feira, 8 de março de 2017

Sobre o Dia Internacional da Mulher… e do Homem | About the International Women's Day... and the Man's Day


Grandiosas saudações.

Hoje ao fim do dia vi esta frase - "O que é essa coisa machista do dia e noite da mulher?", e isto dito por uma mulher numa época em que o que continua a não faltar às mesmas é - Descriminação Salarial, Social, Racial e por aí adiante.

Como ouvir comentários na rádio e na TV (como já foi o caso), de mulheres que dizem – “Porquê que não existe um Dia Internacional do Homem?”, e depois ainda acrescentam – “Se não existe o Dia do Homem também não devia existir o da Mulher.”

Como ouvir isto sem ficar com urticaria cerebral?!?!

Não, a sério, como ouvir isto sem pensar que esta gente anda louca?!, ou será que foi porque andaram a cheirar cola ao pequeno-almoço?!

Não basta-se a falta de conhecimento e a frivolidade, adicionemos-lhe a ignorância e a estupidez, já agora, porque não também uma pitada de sal, pois com tão nobres ingredientes até já podemos fazer uma sopa para os pobres de espírito.

Se estas maravilhosas criaturas se tivessem dado ao trabalho de pesquisar, saberiam que o Dia Internacional do Homem existe, que o mesmo se comemora há aproximadamente duas décadas (em alguns países até há mais tempo), e que o mesmo se comemora em Novembro, mais especificamente no dia 19, (com excepção do Brasil que prefere comemorar a referida data a 15 de Julho).

Posto isto, parece que "agora" os pobres homenzinhos já estão em pé de igualdade. Que felicidade para as senhoras que andam e andavam indignadas com o facto… ou não, porque então visto por esse prisma há o Dia do Trabalhador mas não me lembro de ter existido ou existir o Dia da Trabalhadora… e depois há o Dia de Reis… raios, e não há o Dia das Rainhas?!?!? É no que dá nenhuma Rainha ter montado a garupa de um camelo e ter ido a Belém presentear o menino… mas pronto está bem, depois há o Dia das Bruxas… felizmente até à data ainda nenhuma delas ficou indignada por não terem inventado o Dia dos Feiticeiros…

Equiparar uma data que assinala variadíssimos momentos históricos da luta das mulheres, (como foi por exemplo o caso da luta das operárias têxteis russas que se manifestaram a 8 de Março de 1917 porque queriam melhores condições de vida e de trabalho), entre outras coisas, a algo frívolo como – “Ai amigas, se não existe um Dia Internacional do Homem também não deve existir um Dia Internacional da Mulher”, dá que pensar, no mínimo, o mais que não seja pela expressa falta de informação.

A ignorância de algumas pessoas mata-me, pelo que me sinto na obrigação de frisar mais uma vez que o Dia Internacional do Homem já existe, mas se não acreditam em mim podem procurar no Google... ou noutro qualquer motor de busca… tanto faz, o que interessa é que procurem… vá, vão lá, eu espero…
…e então, agora que já foram esclarecias e sabem que existe um dia para los machos já pode haver finalmente um Dia Internacional também para as Mulheres?!

Já agora e pelo raciocínio das senhoras que me moveram a escrever este longo texto - se para elas o Dia Internacional da Mulher é Machista, então, deduzo que seja lógico chamar o Dia Internacional do Homem de Feminista :D :D

Realmente assim como há-de o mundo andar para a frente?, não pode é facto, a este passo o mundo não anda, gatinha, mas se pensarmos que às vezes até se anda é para trás, nesse caso, se o mundo gatinhar (para a frente) já é uma sorte, gatinhemos então minha gente… mas para a frente… e quem sabe um dia consigamos voltar a aprender a andar.

Como havemos de evoluir se o respeito para com a nossa própria história enquanto mulheres não existe?!, como evoluir quando muitas destas mulheres são as primeiras a não ter respeito por si mesmas?

Mas qual é a parte de que o Dia Internacional da Mulher NÃO é para festejar com flores e presentinhos, mas antes, para pensar naquilo que as mulheres de outrora possibilitaram às mulheres de hoje... e no que pudemos nós mulheres de hoje fazer para deixar às mulheres do amanhã, que esta gente não percebe?!

Será assim tão difícil entender que o dia 8 de Março é para que não nos esqueçamos das que foram, das que são, e das que serão marcos na história?! Que é uma forma de homenagear e manter aquilo que outras conquistaram por nós?!, será que é preciso explicar com desenhos que o 8 de Março é apenas uma data Simbólica para que nos lembremos de que é necessário cuidar do legado que nos foi deixado?!

Como zelar por esse legado se muitas das próprias mulheres que disso beneficiaram e beneficiam são as primeiras a satirizá-lo, ignorá-lo e marginalizá-lo?!

A luta das mulheres não se faz só a 8 de Março, mas sim e sobretudo durante todos os outros dias do ano, no entanto, isso não quer dizer que não possa haver uma data específica para assinalar o facto.

Se calhar não devia apoquentar-me, sinceramente já nem sei, mas a verdade é que estas coisas me deixam verdadeiramente indignada e triste para com alguns dos pares da minha própria espécie.

Para terminar, resta-me desejar a quem anda por aí que continue a lutar por aquilo que acha justo... independentemente de isso possibilitar ou não proveito próprio.


Elisabete, a Borboleta Despenteada

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

7+7=14



Grandiosas saudações.

O Número 14 da Flanzine em versão somatório (7+7=14) já anda por aí, (tal como já vos havia anunciado aqui no dia dezasseis).

Talvez falte então, tão somente dizer-vos que a Flanzine apelidada de Adão e Eva por João Pedro Azul e na qual participo com uma singela ilustração, foi inspirada n’Os Diários de Adão e Eva de Mark Twain
… e… que a própria revista, que funciona simultaneamente tanto de trás para a frente como da frente para trás, e vice-versa, está repleta de cartas… cartas ora remetidas de Adão para Eva… ora endereçadas de Eva para Adão.

Se quiserem adquirir algum exemplar da Flanzine em questão informa-se que agora já o podem fazer online… para tal, é só seguirem o link:


Até mais… até lá não se deixem envenenar por nenhuma serpente J

Elisabete, a Borboleta Despenteada

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Adão e Eva | Adam and Eve | Adamo ed Eva | Adán y Eva | 亞當和夏娃



Adão e Eva podem até não ser metades da mesma laranja… mas são certamente trincas da mesma maçã.

Porém, com maçã ou sem maçã e com serpente ou sem serpente, posso assegurar-vos que quem vai serpentear pelo Porto no dia 21 de Janeiro às 22 horas é a Flanzine, que neste seu número catorze, qual sete duplicado e longe de ser quadrado, resolveu ter aura paradisíaca e pedir inspiração emprestada aos personagens mais conhecidos do Éden Bíblico.

A capa pinta-se de verde qual jardim celestial bem tratado… enquanto as entranhas se conjecturam em tons que vão do preto mais preto até ao branco neve… e lá pelo meio, encontramos tons tão cinzentos como os de um céu carregado e carrancudo em dias de dilúvio. Talvez um agouro do futuro destes “Adãos e Evas” que se pontuam junto a folhas pautadas de linhas que nem sempre funcionam para amparar o texto mas antes para riscar aquilo que lá aparece escrito. Será defeito?! Será feitio?! Vá-se lá saber.

Nada como contemplarem vocês esta Flanzine de 24 cm de altura por 14 cm de cintura e decidirem por vós.

Para o caso de ainda não terem o apetite aguçado, o que vos posso dizer é que lá dentro podem contar com sessenta páginas de muito texto (seja em prosa ou em poema)… e imagens q.b. para quem gosta de regalar as vistas entre a leitura de uma ou outra carta.

Quanto à minha contribuição para este número – (se começarem a ver a revista pela capa onde se vislumbra uma certa Eva) podem encontrar os “meus pombinhos” bem aconchegados e acondicionados pela página quinze… bem-bem ao lado do texto de um senhor chamado Mário Cunha.

Para terminar, deixo-vos o convite para a apresentação no Porto e o original da ilustração com que contribuí para a referida Revista… assim como, a sua versão cinzenta, que é a que vão encontrar de facto dentro da mesma… + … algumas fotografias do exemplar que entretanto já me chegou às mãos.

Até mais… até lá, não se engasguem com nenhuma maçã.

Elisabete, a Borboleta Despenteada 



 

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

AJUDARIS’16 – Histórias de Encantar



Grandiosas saudações.

Chegou finalmente às minhas mãos o exemplar do Volume III das Histórias de Encantar da Ajudaris’16.

Este ano os livros encontram-se divididos por distritos… pelo que, pelo volume III podem encontrar assim as histórias que foram escritas pelos jovens autores… e pelas jovens autoras… dos distritos de - Aveiro e Viseu.

São mais de duzentas páginas, mais de cem histórias e mais de um cento de ilustrações…

… são quarenta e cinco estabelecimentos de ensino solidários que contribuíram com histórias cujo tema em comum foi – a Alimentação

A minha contribuição foi de duas ilustrações e podem encontrá-las pelas páginas 173 e 189 deste mesmo volume.

A missão destas histórias e ilustrações - Ajudar Crianças e Famílias Carenciadas

O que é preciso – que todos/as abracem o projecto, para que este abraço possa chegar o mais longe possível.

Para encomendarem on-line o vosso exemplar preferido é só seguirem este link:


Para saberem mais sobre a Ajudaris é só visitarem o site:


Quanto à ilustração da capa deste volume - a mesma é da autoria da talentosa Sandra Rilova.

Para terminar, deixo-vos algumas imagens deste volume onde se encontram as ilustrações com que contribuí para o mesmo.




Até mais, até lá desejo-vos como sempre tudo de mágico…

Elisabete, a Borboleta Despenteada

sábado, 17 de dezembro de 2016

As minhas ilustrações em Poster



Grandiosas saudações.

É com grande prazer que vos anúncio que a partir de hoje podem encontrar seis Posters da minha autoria à venda na Magic Mint.

Se são fãs do meu trabalho e gostam de oferecer ilustrações, esta é uma óptima oportunidade para adquirirem cópias de excelente qualidade a preços simpáticos…

…e se por ventura ainda não têm prenda de Natal para oferecer a alguém eis aqui também uma excelente ideia.

Para adquirirem o vosso ou os vossos Posters predilectos, basta-vos que cliquem neste link e sigam viagem até à página da Magic Mint:


Até mais… até lá desejo-vos tudo de mágico…

Elisabete, a Borboleta Despenteada

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Mamã e Papá Noël_ Mom and Dad Noël_ Maman et Papa Noël_媽媽和爸爸諾埃爾_ Mamma og pappa Noël



Grandiosas saudações mais uma vez.

Doze dias para a consoada e treze para o dia de Natal… quem diria!!

O ano está quase a terminar e parece que ainda no outro dia era Janeiro.

Como passaram estes doze meses tão depressa?!

Lá fora, apesar de o sol andar a brilhar como se-se tivesse esquecido de ir de férias, a verdade é que o resto não faz qualquer jus às temperaturas de Verão, mas também, o Verão já lá vai há muito não é verdade?!, portanto, porque faria este Sol de Inverno jus às temperaturas de uma outra estação?!

Contudo, e apesar do frio, este Sol de Inverno tem sido um bálsamo para a minha alminha e para os meus dias.

Mas voltando à contagem decrescente e à minha falta de tempo… tenho ainda tanto que fazer que é provável que acabe tramada… mas como dizem que o Natal é uma época de milagres, vou acreditar piamente que o milagre vai operar-se em mim e que tudo estará a postos quando o dia de Natal chegar.

Para terminar, como vos disse numa anterior mensagem, este ano as minhas prendas resumem-se a abraços e sorrisos, como tal, também não peço mais do que isso a quem me rodeia… mas… se por ventura o Pai Natal afinal existir mesmo e quiser muito oferecer-me alguma coisa, bem, nesse caso, meu querido Papá Noël - pode oferecer-me um saco de carvão…
…é que com o frio que faz durante a noite, todas as fontes de calor são benvindas.

Até mais, até lá, desejo-vos uma Feliz e Mágica Época Natalícia


Elisabete, a Borboleta Despenteada

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Atarefada com o Natal_ Busy with Christmas_ Occupé avec Noël_ Besetzt mit Weihnachten_ Druk bezig met Kerst_忙於聖誕_Занят с Рождеством_クリスマスで忙しいです



Grandiosas saudações.

As cidades já se vestiram de enfeites para cintilarem pela noite dentro e nos embriagar de luz. É oficial, aproxima-se o Natal, e aproxima-se tão veloz que quase não nos apercebemos de que já só faltam pouco mais de quinze dias para o celebrar.

Nesta correria contra o tempo dou por mim a pensar que ainda me falta muita coisa… como tal, vou tentar respirar fundo e começar pelo mais importante…

Primeiro a árvore de Natal, uma árvore branca e artificial, assim evito tempo a ir até à floresta cortar uma, mas acima de tudo - evito matar uma… à que preservar as poucas que ainda existem, pois já bastam os incêndios anuais que queimam mais do que deviam e poluem o pouco ar respirável que ainda resta…  

… a seguir, os enfeites coloridos guardados com cuidado e carinho ano após ano… se os cuidarmos não precisamos de andar a gastar dinheiro todos os anos em enfeites novos…

… a seguir as luzes… que enquanto se acendem dou por mim a fazer as habituais figas e a rezar para que as benditas luzes ainda não tenham fundido… com sorte estarão impecáveis e não será preciso comprar umas novas…

… não pode faltar também o presépio, pequeno, mas com as figuras essenciais…

A seguir encher a dispensa e aprumar a casa para receber uma mão cheia de gente.

Por fim - esticar os braços para os abraços e os lábios para os sorrisos, pois serão a única prenda que vou dar… podem ser uma prenda singela, mas é sincera. Afinal de contas, o que mais se pode pedir além de amor, saúde, mesa farta e muita paz?, quer dizer, pedir podem pedir-se muitas mais coisas, mas para mim isso basta… e se eu conseguir estas quatro coisas no meu Natal já fico radiante de felicidade.

Quanto a vós, desejo-vos precisamente o mesmo que desejo a mim mesma - Amor, Saúde, Mesa farta e muita Paz.

… tenham um Feliz Natal

São estes os meus votos:

Elisabete, a Borboleta Despenteada

sábado, 12 de novembro de 2016

AJUDARIS’16 - Parte II



Grandiosas saudações.

Tal como vos disse há dias, este foi mais um ano em colaboração com as Histórias da Ajudaris... e hoje, partilho então com vocês a duas ilustrações que fiz e que poderão encontrar no Volume III.

Uma das ilustrações foi feita para o poema – “A brincar… vamos falar de alimentação”, escrito pelos alunos e alunas da Escola Básica de Oliveira de Frades.

Aqui fica o estudo e a ilustração final…



A segunda ilustração por sua vez, foi feita para a história em prosa – “Todos precisamos uns dos outros”, escrita pelos alunos e alunas do 4º B da EB da Ribeira, pertencente ao Agrupamento de Escolas Grão Vasco, Viseu.
Aqui fica também o respectivo estudo e a ilustração final…



Se quiserem adquirir algum dos livros podem fazê-lo pela módica quantia de 5€ num Pingo Doce perto de vós…

ou… através do site:


Até mais, até lá desejo-vos como sempre tudo de mágico.

Elisabete, a Borboleta Despenteada

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Diário Gráfico__Graphic Diary


Grandiosas saudações.

Há já muito tempo atrás, houve alguém que me convidou a participar num livro… a participação, essa por sua vez, consistia em que eu dissesse de minha justiça o que era para mim um diário gráfico.

Dei voltas à cabeça, apontei as ideias… escrevi, ilustrei e meti tudo junto, bem juntinho aliás. Digitalizei, tratei e enviei… e depois o tempo passou, e passou, e passou… e continuou a passar… e o livro afinal nunca saiu.
Quer-me parecer que ficou perdido algures no tempo que já passou e não volta… ou numa gaveta… ou noutro sítio qualquer.

Mas lá porque o livro acabou por nunca sair, não quer dizer que o que fiz tenha de ficar igualmente confinado dentro de um dossier, ou dentro de uma pasta do computador… como tal, e porque apesar da inexistência do livro, aquela que seria a minha contribuição continua tão autêntica e válida como na altura, decidi retirar da “masmorra” esse texto ilustrado e partilhá-lo convosco.

O que é então afinal para a minha pessoa um diário gráfico?, bem, isso podem descobrir já-já a seguir na imagem em anexo a seguir ao texto.

E com isto me despeço…

Até mais, até lá desejo-vos excelentes dias…


Elis, a Borboleta Despenteada